Notícias

29/06/2021

Aumento da bandeira tarifária causa impacto de 5% nas contas de energia elétrica


A partir de 01 de julho as contas de energia elétrica ficam ainda mais caras, com decisão do colegiado da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) nesta terça-feira, 29, que elevou o valor da bandeira vermelha patamar 2 de R$ 6,24 para R$ 9,49 por 100 kWh.

São R$ 3,35 a mais a cada 100 kwh consumidos, sem contar com o impacto dos impostos, alerta a presidente da área de concessão dos consumidores da Energisa MS, Rosimeire Costa. O impacto médio para o consumidor residencial deve ficar entre 4% e 5%, dependendo da faixa consumo.

Para os que estão na faixa de até 50 kwh, o valor já com bandeira e impostos (base Cosip de Campo Grande) passa de R$ 0,80 a R$ 0,84 o kwh. Na faixa de até 100 kwh, de R$ 0,97 a 1,02; até 200 kwh vai de R$ 1,10 a R$ 1,14; de 300 khw passa de R$ 1,13 a R$ 1,18 e de R$ 600,00 de R$ 1,16 a R$ 1,21.

O cálculo da área técnica da Aneel, diante da crise hídrica e mais despacho de termelétricas, cujo custo de geração é bem maior, é de que a bandeira em seu maior patamar deveria chegar a R$ 11,50/100kWh para cobrir a diferença.

As bandeiras tarifárias foram criadas como um sinalizador para que o cliente tenha percepção do custo da energia que está consumindo, mas vêm apresentando defasagem, por isso mudança no sistema foi colocada em consulta pública.

Saiba mais

NOSSO ENDEREÇO

Espaço Energia
Avenida Afonso Pena, 3.901 - Jardim dos Estados
79920-000 / Campo Grande/MS

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Agendamento: De segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas
e aos sábados, das 8h às 13h.

REDES SOCIAIS

© 2021 - CONCEN - Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energia MS.